30 de mai de 2012

1º Capítulo (The Boyfriend)


The Boyfriend
  1. Como tudo começou...
"Eu estive em todos os lugares, cara, a procura de alguém que possa me agradar."
(Where Have You Been - Rihanna)
Summer Narrando
Era mais um dia a noite.E Josh, meu namorado, estava com outra.Tive vontade de dizer: SEU FILHO DA MÃE! Mas não, a meninha boa se conteu.Pois é, essa não é a minha história completa.Quero dizer, é uma parte bem pequena dela... Tudo começou em uma festa hollywoodiana na boate: Summer Chill.É, o meu nome.Quero dizer só Summer.Chill eu não sei por que.Enfim, estava com minhas amigas, Ashley, Tracy e Victoria.Noite normal, como sempre cheia de gatinhos, e eu parecendo uma desesperada a procura de um que fosse meu namorado a partir daquela noite.
-Pelo amor de Deus, Sun! Sua mãe e seu pai irão entender o que aconteceu com vocês, que o Josh te traiu e você não quer mais nada com ele.
-É, eu entendo Ash.Mas tipo, é um MILAGRE de Jeová eles vierem me visitar e quando chegarem vão achar que eu estou totalmente mentindo.-Disse para Ashley ela fez uma cara de reprovação-
-Mentindo? Você não mandou uma foto do Josh?
-Mandei.Dele de costas.Por isso preciso achar algum mino loiro pra mim.Como o Josh.
-Que inteligente, Summer! Uma foto de costas!-Vic começou a bater palmas na maior ironia- Pelo amor de Deus, né garota? De costas? Poderia ser um fake, não sabia?Eles poderiam interpretar assim.
-O Josh nunca foi um fake e nunca será! Olha, faz assim e esquece isso.
-Esquecer?-Tracy apareceu com um coquetel- Você esqueceu que a Meredith, ou melhor “Meri” como você chama sua irmã, vai conhecer o seu namorado depois de amanhã, Baby? Pra ver se ele está adequado para um jantar com seus pais.Se você viesse com o Josh e ela não gostasse dele ia ser ruim, imagine você ir sem namorado! –Meredith é minha irmã.A pior de todas! Ela vive comigo, paga as minhas contas, mas não sabe de nada da minha vida, por que diz que eu sou uma criancinha hipócrita e mimada, e como se fosse EU que se queixasse do “POUCO” dinheiro que o papai da para ajudar algumas coisas.Ele dá muito dinheiro, mas ela diz que precisa de mais, ai no final do mês ta tudo torrado e depois ela ainda ponhe  a culpa em mim.A irmãzinha hipócrita! Então eu prefiro não falar nada de mim pra ela, já que uma informação da minha vida pode ser valiosa.-
-Ah Tracy ta certa, Sun.Vou tentar falar com o Michael pra ver se ele faz esse favorzinho pra mim.
-O MICHAEL? Seu irmão? Ta louca, Ash? O Michael vai achar que é algo sério, do jeito que ele sempre gostou de mim, a gente vai sair dessa história toda no tribunal! Ele vai com certeza, ME ASSEDIAR!-Ash e Tracy riram, menos Victoria.Ela estava com uma cara estranha.-
-Vic minha filha, ou você tem uma idéia ou você comeu algo estragado depois do almoço!
-Eu tenho uma idéia...-Victoria olhou para os lados e levantou da mesa.-Uma idéia genial.
-O que? Vai tingir o cabelo de loiro, se vestir de menino e fingir ser namorado da Summer?-PELO AMOR DE DEUS QUE NÃO SEJA ISSO!-
-Claro que não! Seria mais fácil você fazer, Ashley.Seu cabelo já é loiro mesmo.-Ash deu língua e eu fiquei com cara de tacho.Tipo assim, elas discutiam um assunto MEU.-
-Olha, seja qual for essa idéia, tire ela da sua cabeça, deixa que eu me resolvo com a Meredith.
-Não vou mesmo tirar ela da minha cabeça! Por que depois de pô-la em prática, vocês vão me idolatrar.-Victoria é tão sarcástica e orgulhosa que até ria dizendo, mas o pior de tudo é que ela sempre tinha as melhores idéias, sempre estava certa.
-Olha, vamos fazer assim.Vão lá fora comigo que eu já mostro.-Victoria foi andando fazendo um sinal para segui-la.Acho que ela era como a líder da nossa “groupe”, ela tinha o poder e controle.Reparei que de modo que andávamos, acabamos saindo da boate, fomos até a rua, um pouco mais a diante.E então ela fez um sinal para pararmos e ficamos juntas.Ela começou a analisar a sinaleira, não sei o que tanto chamava atenção, olhei para os lados e vi adolescentes, adultos... Nada que eu não veja no normal.
-Se concentrem no que vêem.-Ela falou olhando sério para vários cantos da avenida.-
-Olha eu não consigo ver nada!- Ashley deu de ombros e começou a bater perna pela rua.-Eu vou embora, ta? Vou buscar meu carro e pronto! –Fiquei com esperança de ir atrás dela, mas Victoria nos barrou.Eu e Tracy ficamos imóveis.-
-Prestem bem atenção e olhe o que vai acontecer.
Foi nesse exato momento que eu saquei o que ela queria dizer com essa idéia genial.Do momento que Ashley saiu de perto de nós, ela começou a andar até o ponto, onde do lado era o estacionamento da boate.Mas no meio desse percuso um garoto barrou a Ashley.Um não, quero dizer: Vários.E eles começaram a dizer coisas do tipo: Noite de Aluguel, tal preço a hora! “ Nós somos muito bons no que fazemos gatinha” “Podemos te satisfazer por tal preço!” .Eram os prostitutos de Bel Air.Eu não sei como esqueci.Eles são tão famosos em Los Angeles, por que nunca tem prostitutos, e sim prostitutas.Entende? Ela queria alugar um desses para ser meu namorado.Na mesma hora que barraram Ashley, ela nos olhou com um sorriso no rosto e disse:
-Ei você loirinho, eu não quero nada, mas minha amiga ali quer!
Fiquei vermelha é claro, por que todos vieram pra cima de nós, quero dizer: Pra cima de mim. Montaram a groupe deles na nossa.Mas o garoto loiro, que por sinal era lindo de doer, veio até mim.
-E então gatinha? Vai ser aonde? –Ele piscou pra mim e meu coração estralou.Eu estava mexendo MESMO com um prostituto? Eu estava DESESPERADA! Literalmente estava, mas não nesse sentido.No sentido de : ARRANJA UM NAMORADO FALSO SENÃO VOCÊ NÃO VAI TER FUTURO!
Só que então eu reparei que outro garoto me chamou mais atenção.Ele também era meio loirinho, mas seus olhos brilhavam tanto que fiquei surpreendida de como isso poderia acontecer no meio da noite.Foi ai que ele sorriu e eu me derreti.Todos os outros olharam pra ele.Elas também, então ele veio pro meio da rodinha que se encontrava.E começou a cantar um espécie de rap:
-If I was your boyfriend, I never let you go…
Fofinho. Gostei dele.Não sei por que, mas me convenceu.Alguns aplaudiram eu fiquei com cara de boba até ele parar de cantar.
-Será que podemos conversar?-Ele perguntou depois que terminou a última frase do rap.-
-Claro, seria uma honra.-Disse sorrindo.Parecendo uma idiota.PARA UM PROSTITUTO! Holly Shit eu to ficando louca!-
Fomos andando com as meninas e eu parei de bancar a boba, o papo era sério, se ele quisesse ele fingia, se não quisesse eu me ferraria.Mas tudo bem.
-Olha, garoto, vamos direto ao ponto.Eu preciso de um namorado.
-Por uma noite né gatinha? Tem que saber racionar parceira! –Ele disse com um estilo, tipo swag, as garotas riram.-
-Não é bem assim.Não preciso de um que seja de verdade.
-Então compra um boneco ué!-Meu Deus que garoto tirado! Assim ele não vai conquistar garota nenhuma!-
-Olha meu filho, sendo direta, vai ser tipo assim, ela precisa de um namorado falso por pelo menos um mês, vai te pagar na quantia de mais ou menos 3 mil dólares, mais as roupas que ela vai ter que colocar em você, tudo isso por que precisa impressionar os pais dela com um garoto perfeito.-Tracy você é uma santa resumidora!-
Ele me olhou com uma cara de pensador, só queria saber o que ia achar disso...

n/a:MMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMME DESCULPEM MEUS AMORES! Pelo amor de G-CRISTO(Não duvide do amor dele)! É sério gente, tipo assim, o layout tava dando muito trabalho e eu já reativei o American Girls e o nosso design não está pronto ainda, então por isso que não tem menu nem alguns gadgets que tinham no outro.Deixei o primeiro cap. para disfrutarem, lembrando: Eu talvez mude o layout, ok? Está sofrendo alterações.Não liguem se o blog estiver HORRIVEL, vou tentar reativá-lo novamente.
Beijos,
Lu

(PS: Segunda feira eu terei uma apresentação (ihi) e eu vou cantar (ihihi) e vai ser Payphone de Maroon 5 (IHIHIHIHI) Por isso quero dizer que postarei o video aqui (IHIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII)
Quero coments, viu?
Bjs

24 de mai de 2012

Always Beliebers 
Meus amores desculpem a demorar de dar sinal de vida...Pois é...Vem acontecendo várias coisas na minha vida como vocês viram no "desabafo", por isso eu vou desativar o blog para uma reforma massa que vai deixar o blog lindo! E o outro motivo disso foi o 1 ano do Choose Justin, que fez no dia 11 de março (é já tem tempo) mas ele foi meu primeiro bloguizinho, onde começou a ser reconhecido e talz, e acho que ele merece um layout divo! E também farei uma página de encomende, pois MUITA gente me pediu layouts e talz, também mudarei a FAQ, e add a página de afiliados, para os blogs que começaram agora, e precisam de audiência, se afiliarem com o nosso! Me desculpem mesmo! O blog provavelmente estará no ar no dia 25 ou 26 (sábado ou domingo).Será uma reforma total, pois tem muita coisa aqui, antepassada! Se preparem para liberar geral! E obrigada mesmo gente pelos coments, e nesse "novo blog" teremos uma sessão de desabafo toda semana, por que eu to vendo que todo mundo precisa de um pouco de atenção, né gente? "Desabafo da Vida" será provavelmente o nome, assim também teremos uma página para discutir o que falar sobre ele.Pois eu to CANSADA de ficar criando blog pra isso e pra aquilo! Espero que entendam! Ainda no fim de semana We Come Back!!E eu quero dizer mais uma coisa... Vou continuar American Girls! E se depender de tudo We Are Young também! Já tenho o cap. pronto de Boyfriend, mas vou postá-lo com o layout novo.Só não quero perder vocês...
Bjs e queijos da mina que ama vocês,

19 de mai de 2012

Cansei

www.blogger.com ---> Painel do Blogger ----> Always Beliebers ----> Todas as postagens ----> Nova Postagem ----> Cansei.
"Querido Justin Drew Bieber, ou como posso chamá-lo : Diário,
Meu nome é Luiza Chaves se você não sabe (claro que ele não sabe Luiza) , pois é, ta vendo como eu sou meio louquinha? Um pouco maluca talvez por falar comigo mesma... Mas eu falo pois sei que eu mesma sou a única que vai me entender, que posso confiar, e que posso guardar meus sentimentos, que na maioria das vezes nunca são ditos.Sabe eu achava que você e esse blog fossem um dos poucos motivos da minha felicidade, por que se você quer saber: Eu cansei.Eu cansei de ver gente que parece ser seu amigo, que mostra o que sente por você, mas no final é mentira, cansei de tentar me apaixonar por alguém real, alguém que eu soubesse que era o amor da minha vida, cansei de ficar me lamentando por tudo, que por sinal é a única coisa que venho fazendo em minha vida.E eu achando que quando virasse a taça de champanhe no dia 31 de dezembro de 2011, o meu novo ano poderia ter sorte.Mas se você quer saber de uma coisa (é claro que você não quer, já  que eu sou só mais uma fãzinha nesse mundo de bilhões de pessoas) eu chorei tanto nesse ano que nem fiz as contas, mas eu já pensei em me cortar, sabia? (nossa, já imagino minha mãe lendo isso e dizendo que to ficando louca, que é para eu parar de fazer contato com os alienígenas que estão presentes na internet e que devo parar de usar Demi Lovato como inspiração) mas na verdade eu não iria me cortar por que é um sinônimo de nervosísmo, pois tem gente que faz isso, eu iria me cortar por causa do medo.Ai é nessa hora que uma frase de filme se encaixa bem em mim:
Sally: Eu achava que tinha medos.Mas são comuns, como dor e morte.
George: Não eu.Tenho medo da vida.
E quando vi essa frase, do medo " da vida" acho que é mesmo igual a minha.Sabe quando você tenta, tenta tanto pra uma coisa que talvez não seja nem tão importante pra você? Isso acontece comigo, mas no meu caso, eu me desgasto demais nisso.Eu sempre vivi em um mundo totalmente diferente, talvez no "mundo da lua" como diz minha mãe (não ligue se eu cito minha mãe demais nesse texto, é por que ela é a primeira pessoa ao dizer alguma opinião em relação a minha vida).Mas acontece que ela e nem ninguém sabem o que eu sinto por dentro.Tem dias mesmo que eu chego arrasada do colégio e ela começa a reclamar deu estar chateada, eu nunca digo a verdade, quero dizer, nunca digo a mentira, apenas deixo quieto como se nada tivesse acontecido, mas porém cada coisa que acontece assim, me dá cada vez mais inspiração, uma inspiração para criar um mundo diferente, um mundo onde eu penso: E se isso não tivesse acontecido? E se isso fosse apenas uma ilusão? E se eu pudesse criar o MEU mundo? E é ai que o blog se encaixa, eu chegava do colégio triste, mas logo que me sentava aqui, os meus dedos faziam por mim, e eu digitava o máximo que podia, tentando transmitir o que eu passei naquele dia, porém não era toda hora que eu podia entrar no computador, ai minha mãe vinha novamente brigar comigo, dizendo que eu devia estudar mais, eu concordo com ela em partes: Eu quero ser roteirista de cinema e fazer faculdade o mais longe possível daqui.E pra isso tenho que trabalhar.Estudar.E lutar para o que eu quero.Que com certeza não é o Brasil.Sabe, ano passado eu disse para o meu professor de tênis que a vida era um papel e cada um decidia como iria fazer o seu desenho.Se seria preto e branco.E seria aquele com bonequinhos de palitinhos.Se seria aqueles de anime.Mas isso não tinha nada haver com ser desenhista, ou estilista, ou nem com o desenho mais bonito que alguém poderia fazer.Isso tinha ver com a capacidade que você tivesse de colori-lo.Pois assim ele não seria um desenho normal, e sim um desenho diferente.Sabe, diferente ou melhor, diferenças foram palavras que eu encarei muito na minha vida.Vou te contar uma história (imagino que não queira saber e que se algum sequestrador infantil esteja lendo isso ele vai direto para o meu endereço ip me procurar, por isso eu tenho medo de escrever coisas na internet já que todos podem ver) era uma vez uma criança, uma meninha, ela nasceu totalmente diferente dos pais, apesar de parecer com o avô, e sempre foi meio "gordinha" ao termo.Mas tinha outra coisa, que era seu ponto fraco: o estrabismo.Ou para alguns "a zarolhisse", sim eu sou "zarolha" ou eu fui, não sei.Enfim, sofri bullying e sempre guardei isso pra mim.Por ser gorda, por ser zarolha e por ter sonhos, por sonhar que um dia estaria com você, PELAS MINHAS PRÓPRIAS AMIGAS, que um dia deixaram de ser minhas amigas por que eu gostava de Justin Bieber, por que eu falava demais dele, por que eu sonhava com ele e por mais que eu tentasse falar de algum menino real que eu pudesse gostar (J. Pedro no meu caso) eu queria falar era de VOCÊ! De você mesmo! Falar como eu te amo, táticas para elas tentarem me armar com você (que é algo meio que impossível, por no meu caso ficavam falando coisas do tipo : "Vou ti armar com J. Pedro".) Ai eu penso, se eu não tivesse sofrido tudo isso? Se eu tivesse contado o que eu sentia? Se eu tivesse acessado o youtube quando você postou o seu primeiro vídeo? (OLHA QUE EU SOU ATUALIZADA) Mas eu me lembro que eu até tentei dizer que me xingavam de tudo quando é coisa... Bola, cachalote(um tipo de baleia, pra quem não sabe), vaca, quatro olhos, zarolha, gorda, infantil.Tudo que diziam, por mais que fosse uma brincadeira: Doía.Nesse mundo de hoje, as pessoas dizem coisas que não sabem como os outros irão interpretá-las.Eu interpretei da pior forma possível.E quando tentava dizer, quem acreditava? Pois é, ninguém.Pois só eu mesma tinha as evidências daqueles fatos.Então preferi deixar quieto, pra ver se um dia... Parava de doer.Acontece que não parou.E nunca vai parar, por que mesmo que eu tente, mesmo que eu não olhe para o passado, dói.Dói ver outras coisas nostálgicas.Dói ver One Time e saber que esse Justin já não está mais ai.Dói saber que eu não tinha visto seu primeiro video do Youtube e não ter te procurado depois.Dói pensar em você toda noite.E na Premiere de um livro que eu tinha feito onde você era o protagonista, e eu também.Eramos o casal que se apaixonava no final.Eramos o casal que teria filhinhos lindos, que sofreríamos por causa de Selena.Mas agora vejo que ela também sofre um pouco.Quer dizer, muito.Antes eu não gostava dela.Mas se te faz feliz, é melhor ficar com ela.Pois eu prefiro te ver feliz do que me ver feliz, afinal 1 feliz é melhor que nenhum feliz né?Então Justin, saiba que mesmo depois de tudo que eu passei, depois de todas as diferenças, dificuldades que eu tive para te ver (aé, eu fui pro seu show), depois de guardar tantos sentimentos com medo de que não fosse aceita pelas minhas próprias amigas, o meu amor ainda está aqui.Sempre estará a sua disposição.Eu ainda me lembro que tinha feito uma aposta com minhas amigas que até os meus 18 anos eu iria te beijar, e ser uma roteirista famosa, caso se isso não acontecesse eu teria que dar os produtos mais novos que tivessem da Apple, para todas elas.E eu simplesmente não me importei.Outra colega minha veio e me perguntou: "Se Justin Bieber viesse para o Brasil e te pedisse para ficar com ele, você iria aceitar?" Por mais que só fosse um beijo, por mais que só fosse um toque, por mais que eu saísse magoada no meio de tudo isso, eu aceitaria.Mesmo que ele me deixasse no meio da rua, com a chuva caindo, e eu já toda molhada.(Como nos filmes sabe? -ELE NÃO VAI PERDER TEMPO ASSISTINDO FILME DE AMORZINHO, LUIZA! ISSO SÓ VOCÊ FAZ) Mesmo que tudo fosse uma mera ilusão, eu tiraria a máxima curiosidade possível com um simples beijo. E se isso não acontecer (CLARO QUE NÃO VAI ) eu vou voltar a escrever aqui.Mostrando os meus sentimentos, mostrando o que eu sempre guardo dentro de mim.Escrevendo e escrevendo.Lendo e lendo.Sonhando e sonhando.Ser escritora de Imagine Belieber não é nada fácil, tem gente que acha que é só mais uma coisa que a Selena é vilã e no final a mocinha (que lê) fica com o Justin  no final.Mas essa gente tem que saber que Imagine Belieber é um dos gêneros mais difíceis de ser escrito.Sabe por que? Por que nós não ganhamos dinheiro com isso, por que nós criamos expectativas pra quem lê, por que nós achamos que a Selena Gomez é idiota e ela pode até não ser, e por que na maioria das vezes não é a leitora que sai magoada no fim da história.Somos nós.Por isso que sempre quando assisto algum filme, tento achar o ponto fraco do final.Serão as diferenças de todos? As ilusões dos personagens? Os atos de arrependimentos deles? Eu não sei.Se você descobrir me avise, por que lembre-se...
Eu estarei sempre aqui para você.
19 de maio de 2012,
Uma garota normal, sem nada que faça você encontrá-la por motivos, como ter perdido o braço, ter alguma doença, ser cega...Sou só eu. Uma fã como qualquer outra,
Luiza Chaves."


PS:Eu acho que se você ler isso (IMPOSSIVEL, LUIZA) você vai se lembrar de mim, já que fui eu quis fiz essa montagem muito mal feita(não sei fazer melhor) que parece que eu fiz no paint.(eu não fiz lá, sá pra saber ok?)